Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Sem comentários

Gengibre

| Em 17, jan 2016

Muito se fala que o gengibre ajuda na queima de gordura. Por ser termogênico, ele auxilia no emagrecimento, devido à produção de calor pelos seus óleos essenciais, ativando a circulação e otimizando a queima calórica.
Por outro lado, pouco se fala das propriedades gerais do gengibre.

gengibre-emagrecimento-gengibre-nutricao-saude-bem-estar-gengibre

Para que serve o gengibre?

O gengibre (Zingiber officinale) é originário do sudeste asiático, sendo usado há cerca de 2500 anos para fins medicinais no tratamento da enxaqueca, náuseas, reumatismo e resfriados. Além de seus óleos essenciais, possui em sua composição compostos fenólicos, carboidratos, proteínas, lipídios, vitaminas (niacina e vitamina A) e sais minerais. Este é um alimento considerado seguro e possui atividades farmacológicas como proteção cardiovascular, antioxidante, antiinflamatória, hipoglicemiante, anticancerígena e é indicado em casos de doenças reumáticas.

Em relação ao sistema digestório, ele estimula o trato gastrointestinal, aumentando o peristaltismo, tônus do músculo intestinal, possui ação estimulante de enzimas digestivas e ajuda no combate à úlceras e problemas gástricos. É bom também por possuir atividade antiemética, atuando no tratamento para enjôos e vômitos.

Leia também:  Verdades e mitos: Dieta Detox

gengibre-termogenico-emagrecimento-gengibre-nutricao-saude-bem-estar-gengibre

Tem-se estudado a ação do gengibre contra o H.Pylori e os resultados mostram sua eficiêcia na morte da bactéria. Outro estudo avalia a capacidade do gengibre na integridade estrutural dos indivíduos. Ele tem demonstrado exercer ação válida na dor muscular, que reduz com o auxílio do consumo diário do gengibre cru. Porém, mais estudos ainda são necessários sobre este tema.

Dicas de uso do gengibre

Gengibre em conserva, em pó no arroz e sopas, em sucos, geléias, no frango, sobre a salada, em infusão no chá, misturado na água e onde mais achar que a combinação seja boa e prazerosa.

Cuidados com o consumo

Em casos de pressão alta ou cálculos biliares. Importante sempre procurar um nutricionista para que adeque a quantidade correta às suas necessidades. A posologia indicada é de no máximo 4 gramas por dia da raiz, caso o uso seja em em pó, 2 gramas diário, dependendo da indicação do especialista. Doses muito elevadas podem causar arritmia e depressão do sistema nervoso. Outras pessoas podem apresentar irritação gástrica e na vesícula ou sentir cólicas digestivas.

Leia também:  Veneno na mesa: Aspartame

Devemos respeitar a individualidade bioquímica de cada um.

Comente :)